SGA (Steching Global Ativo)
 

O que é o Streching Global Ativo (SGA)?

O SGA é, entre outros, um dos métodos que inclui alongamentos globais provenientes de uma técnica de reeducação, neste caso, a Reeducação Postural Gobal, criado por Philippe Souchard (Grau, 2003; Souchard, 2006). O Stretching Global Activo consiste em auto-posturas de modo a melhorar o rendimento muscular e prevenir lesões (Grau, 2003). Recentemente, o SGA tem sido desenvolvido e utilizado com sucesso na prevenção e reabilitação da população em geral, bem como dos atletas (Souchard, 2004). Esta intervenção da fisioterapia baseia-se em três princípios: individualidade (pois cada indivíduo 6 experimenta e responde de forma diferente), causalidade (a causa do problema pode estar afastado do sintoma) e globalidade (não tratar o problema de forma isolada) (Souchard, 2004).

Qual a diferença entre o SGA e os alongamentos “normais”?

O SGA tem cinco princípios básicos que o distinguem do alongamento convencional.

Esses princípios são:

  • Os músculos organizam-se em cadeias musculares, estando relacionados entre si.
  • Cada músculo tem diferentes fisiologias.
  • Os alongamentos são sempre ativos e globais.
  • O estiramento muscular segue os mesmos princípios dos materiais viscoelásticos.
  • A respiração é o motor do alongamento.
  • O SGA é realizado em auto-posturas de alongamento das cadeias musculares retraídas associadas a um trabalho respiratório controlado, sendo que todo o trabalho é realizado pelo utente, tendo apenas o fisioterapeuta a orientar.
  • O alongamento convencional consiste em estiramentos segmentares, passivos, sem contração, enquanto que o SGA consiste no estiramento das cadeias musculares, estiramentos ativos, com contração excêntrica e padrão respiratório.

Quem pode fazer SGA?

O SGA foi inicialmente desenvolvido para atletas, não sendo exclusivo destes. Um bom trabalho de alongamento dos grupos musculares permitirá ao atleta uma melhor capacidade de movimento, força, equilíbrio e boa postura durante a sua prática desportiva potenciando a sua performance. Assim, no atleta o SGA deve ser integrado como:
- Preparação do treino
- Recuperação do treino
- Recuperação de lesões
- Prevenção de lesões

Adicionalmente, esta modalidade mostra-se, hoje em dia, como sendo uma mais-valia no campo da prevenção e tratamento de lesões relacionadas com o trabalho. Assim, qualquer pessoa beneficia com a prática de SGA.

Vantagens do SGA

  • Aumenta a flexibilidade global do corpo;
  • Corrige a morfologia corporal;
  • Liberta as articulações;
  • Melhora e potencia as capacidades individuais de cada pessoa;
  • Favorece o desaparecimento de compensações e rigidez;
  • Promove uma melhor postura, evitando a compressão articular;
  • Ajuda na diminuição da tensão muscular provocada por atividades repetidas, por stress, ansiedade, dor (…);
  • Facilita a chegada de nutrientes a todos os tecidos do nosso corpo e a “limpeza” dos resíduos do seu metabolismo;
  • Previne lesões preparando o corpo para diferentes tipos de movimento e de intensidade durante a atividade.

 
« voltar atrás
 
 
faça a sua marcação
 
 
 
 
233 414 220
 
 
   
  © FisioEnergy 20013